Descubra sua songline pessoal

A Songline pessoal dos povos aborígenes foi determinada pelo movimento de suas vidas entre o tempo linear da memória de volta para o sonho, a fonte de criatividade e significado, e vice-versa.

Este tear em movimento na tapeçaria da vida cria um ‘filamento’, ou uma ponte, entre o mistério que havia antes do nascimento e aquele que se seguirá após a sua morte.

Na oficina eu recebo pessoas em primeiro lugar para se conectar com a respiração e visualizar estes dois mistérios como um vazio em que a ponte de corda da sua vida se estende.

Uma vez que as pessoas estão ligadas a este filamento, nós a trazemos à realidade da prática a seguir relatada.

Acreditava-se, na mitologia grega, que estes filamentos foram dados pelas três ‘Fatalidades’ ou Moiras, diante de quem até mesmo Zeus, o rei dos deuses, era impotente.

Cloto era a fiandeira do fio da sua vida: em uma oficina Dragon Dreaming esta pessoa segura a bola de lã ou de corda que é a fonte da Songline.

Larchesis era a medidora de sua vida. Ela segura a vara de medição, que determina a duração da sua vida, que indica o comprimento, ou quanto tempo a sua ponte de corda dura entre o nascimento e a morte.

Eu costumo definir de antemão um comprimento da corda de medida que essa pessoa segura para mensurar as vidas.

Atropos, ou a inevitável, tem a tesoura, e quando ela corta o fio, este determina o momento exato de sua morte.

Eu levo as pessoas a respirar e concentrar-se nisso, porque o Buda disse: “Uma coisa é certa na vida, a nossa morte, outra coisa é incerta e que é o momento em que esta morre ocorre. Da consciência destas verdades vem a iluminação”.

1. Primeiro meça um comprimento de fio (de lã ou corda é perfeito) entre quatro metros (para um grupo mais velho) a seis metros (para um grupo mais jovem) de comprimento.

Isto se torna a ‘medida’ para a pessoa que irá assumir o papel de Larchesis.

O corte do seu segmento por uma mulher, assumindo o papel de Atropos, determina o momento do nascimento para a próxima pessoa do ciclo, e na oficina eu encontro a próxima pessoa no momento da morte de seu vizinho, para dar gratidão e graças à sua existência, e para honrar a sua passagem, pois dá espaço para uma nova vida na Terra.

Gaia consome e recicla tudo que nela há; da morte sempre vem uma nova vida.

2. Depois de ter sido dado o cordão sagrado de sua vida, eu convido as pessoas para dividi-lo ao meio com um nó, e depois dividi-lo em quartos.

À medida que a esperança média de vida nos países desenvolvidos está em quase 84 anos, cada nó representa cerca de 21 anos de sua existência.

Eu, então, levo as pessoas a amarrar ainda outro nó que representa o seu momento presente ao longo deste fio.

Em nossa cultura, a palavra ‘misterioso’ (Weird) significa estranho ou diferente. Mas o Songline que lhe foi dado está intimamente relacionado com o Wyrd do inglês arcaico, que se refere à forma como ações passadas continuamente afetam e condicionam o futuro, e também como o futuro afeta o passado.

O conceito de Wyrd destaca a natureza interligada de todas as ações e como elas se influenciam mutuamente.

De fato, para uma verdadeira compreensão, é fundamental que o Wyrd seja visto como um mistério conceitual, seu destino, onde as marés e as notícias de tempo e atemporalidade de fluxo estão a se entretecer sempre, de todas as formas, entrelaçando-se na tapeçaria do tecido do ser e não-ser no fio da sua vida pessoal.

3. Em seguida, eu peço para as pessoas escreverem em um post-it uma breve descrição ou fazer um desenho de sua lembrança mais antiga nesta vida, e anexá-lo ao local apropriado na linha.

Fazer isso auxilia que as pessoas entrem em contato com sentimentos que surgem a partir dessa memória.

Estes sentimentos podem colorir intensamente e determinar a direção para a tomada de decisões futuras em todo o curso de sua vida.

4. Então, peço para considerar as três maiores alegrias de suas vidas e anexar estas nos lugares apropriados, mais uma vez se conectando tão profundamente quanto possível com os sentimentos que surgem dessas alegrias.

5. Em seguida, vem os três maiores sofrimentos, a fonte de suas feridas mais profundas.

Muitas vezes tentamos manter essas feridas escondidas. Lembro-me de minha esposa Vivienne, que sofreu muito nas mãos de seu pai, que por sua vez foi profundamente ferido por ter crescido na Alemanha nazista dentro de uma família pró- fascista.

Minha esposa deixou a família e não teve contato com seus pais por muitos anos, chegando ao ponto de se recusar a falar alemão, sua língua materna.

6. Tendo celebrado e lamentado as feridas que sofrem, então eu peço que as pessoas pensem sobre os três maiores pontos de mudança nas suas vidas.

Estes pontos de inflexão, que podem não ter sido especialmente importantes no momento, em retrospectiva representam momentos de ‘Kairos’ quando o tempo torna-se uma encruzilhada, e você se torna consciente de que, talvez alterando um pequeno passo, você poderia ter ido por um caminho completamente diferente.

A ‘Kairos’ é um tempo entre eles, um momento de tempo indeterminado em que algo especial e de outra forma inexplicável acontece.

Assim como ‘Chronos’ é a passagem do tempo linear, é ‘Kairos’ que conecta e reconecta-nos de volta ao nosso sonho.

Marque seus pontos de viragem Kairos e anexe-os nos lugares apropriados ao longo de sua Songline.

7. Olhando para esses dez ou mais pontos, procure perceber agora como você gostaria de ser lembrado quando da sua morte.

Qual qualidade, trabalho, dom ou característica aqueceria seu coração se esta fosse a coisa que as pessoas mais se lembrassem de você.

Escreva isso em outra nota de post-it, e anexe no final do seu Songline.

Agora olhe para trás para considerar o momento presente.

Olhando para tudo o que você criou em sua vida, as pessoas que conheceu, as circunstâncias que levaram ao momento presente e o sentido para o qual a sua vida aponta.

É isso que você está procurando? O que se busca é encontrar as verdadeiras motivações, que podem estar ocultas atrás de mentiras, para vir e participar de uma oficina Dragon Dreaming.

Depois de ter respondido a estas perguntas, você estará pronto para compartilhar um pouco do seu Songline com um vizinho, da mesma forma que ele compartilha com você.

Ao ouvir a sua história, praticando escuta profunda e celebrando o dom da jornada única que está sendo oferecida, à medida que vocês estão ouvindo sobre a sua vida um do outro.

Neste mundo o valor é muitas vezes determinado pela escassez. O Songline que você está ouvindo é único neste universo.

Se pudéssemos tratar uns aos outros com o verdadeiro valor da nossa singularidade, este mundo poderia ser um paraíso.

Eu sempre convido as pessoas para manter sua Songline, para levar para casa e compartilhar com outros em sua vida. Assemelha-se a uma bandeira tibetana de oração, com diferentes cores marcando os eventos de sua vida.

Convido as pessoas a pendurá-la em um lugar de destaque e adicionar a ela itens, de tempos em tempos, quando a vontade ou o insight vem.

Por John Croft escrito na Ficha Técnica #04 – A Espiritualidade Sustentável das Trilhas Aborígenes. Registrado

Tags: No tags

Comments are closed.